Sábado, 24 de Outubro de 2020 09:03
(31) 9 83067598
Esportes DEBATE BOLA

Galo insaciável

Confira na Coluna Debate Bola com Mendel Silva

07/10/2020 20h46 Atualizada há 2 semanas
Por: Mendel Silva Fonte: TV Caeté
Treino na Cidade do Galo – Fotos: Bruno Cantini / Agência Galo / Atlético
Treino na Cidade do Galo – Fotos: Bruno Cantini / Agência Galo / Atlético

 

Imparável, implacável, insaciável. Essas três palavras resumem o Atlético neste campeonato brasileiro. Um time forjado para o ataque, e que segue fielmente a determinação do seu sanguíneo treinador. Contra o Vasco no último domingo foi uma coisa absurda. O time levou o gol cedo (de placa, diga-se de passagem), amassou o adversário e em 23 minutos resolveu a partida. E se deu por satisfeito? Não. Continuou a marcar com cinco, seis jogadores na intermediária adversária, mesmo nos minutos finais do segundo tempo.

Sempre em superioridade numérica, o Atlético não deixa o adversário pensar, respirar. E a cada rodada vai ratificando sua condição de candidato ao título. O Flamengo tem um elenco melhor mas além de se dividir em outras frentes, o técnico Dómenec Torrent ainda não convenceu de vez. O Palmeiras também tem um elenco melhor, e também tem que se preocupar com outros torneios. Além do que Luxemburgo não consegue extrair muita coisa do time, que empata demais. E o Inter, que foi líder por seis rodadas entrou em parafuso.

Ainda é muito cedo para falar em favoritismo, mas o Atlético hoje joga o melhor futebol do país e é o time a ser batido. Se vai ser campeão é outra história, mas está credenciado a brigar pela taça.

Tá difícil

A boa vitória contra a Ponte Preta, na melhor atuação do Cruzeiro nos últimos doze meses encheu o torcedor celeste de esperança. Mas na rodada seguinte a derrota para o líder Cuiabá, no último lance do jogo, deu um banho de água gelada na euforia da China Azul. A cada rodada a situação vai ficando mais dramática. Ah, se ganhar três partidas o time embala. O Cruzeiro mal consegue ganhar uma. Que dirá três seguidas.

Treze rodadas se foram e o Cruzeiro ainda a joga a Série B como se estivesse na Série A. A ficha ainda não caiu. É preciso um choque de realidade no grupo. Série B é coração, é sangue no olho.

Pra piorar, a cada dia surge um escândalo novo, e o presidente Sérgio Santos Rodrigues, em vez de blindar o grupo, destila todo seu veneno contra a diretoria antecessora em suas lives. Presidente, agora é com a justiça. O objetivo atual é subir. A menos de noventa dias do centenário a realidade é mais para Série C do que para acesso a Série A.

A calculadora é cruel. Para subir, o Cruzeiro precisa de pelo menos 54 pontos em 25 jogos. Ou seja, 18 vitórias. Tá difícil!

Coelho reage

Depois de quatro jogos sem vencer, e com intermináveis 0x0 o América deu uma resposta e derrotou o Vitória por 2x1 em Salvador, colando de vez no G4.

Dica de rock

O rock perdeu um de seus maiores ícones. Eddie Van Halen perdeu a luta contra o câncer. E para homenageá-lo, hoje o sucesso é Jump!

Oferecimento:

RC.jpg

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Debate Bola
Sobre Debate Bola
Por Mendel Silva..
Caeté - MG
Atualizado às 08h55 - Fonte: Climatempo
17°
Chuva

Mín. 16° Máx. 21°

17° Sensação
17.8 km/h Vento
83% Umidade do ar
90% (70mm) Chance de chuva
Amanhã (25/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 22°

Chuva e trovoadas
Segunda (26/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 26°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.