Sexta, 10 de Julho de 2020 13:48
(31) 9 83067598
Saúde SAÚDE E BEM ESTAR

Sabia que você pode estar consumindo quase o dobro de sal do que deveria?

Fique de olho: aquela pitadinha extra pode comprometer sua saúde

30/06/2020 09h35 Atualizada há 1 semana
Por: Gladienne Lopes Fonte: Saúde Brasil
Arte: Site Saúde Brasil
Arte: Site Saúde Brasil

Uma pitadinha de sal é capaz de realçar o sabor de qualquer alimento, até mesmo os doces. Segundo o Guia Alimentar para a População Brasileira, produzido pelo Ministério da Saúde, o sal é um exemplo de produto alimentício fabricado pela indústria e extraído da própria natureza. Sendo um dos temperos mais básicos e antigos da culinária, seu papel principal é tornar a preparação mais saborosa e agradável ao paladar.

Do mocinho ao vilão, o sal precisa ser utilizado com moderação para que essa relação seja benéfica. Na medida certa, ele é capaz de garantir deliciosas refeições. Enquanto que o excesso pode causar diversos problemas de saúde, como insuficiência renal, acidentes vasculares cerebrais (AVC, ou derrame) e hipertensão.

É justamente sobre o consumo de sal por parte da população brasileira que trata um estudo inédito feito pela Pesquisa Nacional de Saúde, em 2013 e 2014, e conduzida pelo Ministério da Saúde em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Os dados foram obtidos a partir de análises biológicas (sangue e urina) extraídas de 9 mil brasileiros. Segundo os resultados desses exames laboratoriais, os brasileiros consomem, em média, 9,34 gramas de sal por dia. Valores que correspondem a quase o dobro do recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que é de 5 gramas.

O estudo mostrou ainda homens e jovens estão entre os que mais consomem sal, mas apesar desse destaque, o consumo é elevado de forma generalizada na população brasileira, abrangendo todas as faixas etárias e níveis de escolaridade.

O risco de uma pitada extra

A pesquisadora da Fiocruz e coordenadora técnica da pesquisa, Célia Landmann Szwarcwald, reforça que o consumo excessivo de sal é um dos indicadores mais preocupantes, visto que ele está associado à hipertensão, causa direta e indireta de várias outras doenças crônicas, como as cardiovasculares e renais.

A redução do sal na alimentação tem potencial para diminuir uma grande fração de mortes prematuras e aumentar, consideravelmente, a expectativa de vida saudável na população brasileira, explica Célia.

LINK DA FONTE: https://saudebrasil.saude.gov.br/eu-quero-me-alimentar-melhor/alerta-voce-pode-estar-consumindo-quase-o-dobro-de-sal-do-que-deveria

Oferecimento:

BAMBOL-970 

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Viva Bem
Sobre Viva Bem
Por Gladienne Lopes.
Caeté - MG
Atualizado às 13h47 - Fonte: Climatempo
24°
Poucas nuvens

Mín. 13° Máx. 25°

24° Sensação
13 km/h Vento
58% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (11/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 13° Máx. 25°

Sol com algumas nuvens
Domingo (12/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 11° Máx. 26°

Sol com algumas nuvens